Juliana Bublitz

A jornalista de 42 anos, mestre em Desenvolvimento Regional e doutora em História Social, começou a carreira em Zero Hora em 1999, como auxiliar de redação. Atualmente, é repórter especial de GZH, Zero Hora e Rádio Gaúcha. Após a graduação, tornou-se correspondente do jornal no Vale do Rio Pardo. Em 2003, deixou ZH para se dedicar ao mestrado na Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc) e depois ao doutorado na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), retornando em 2007 para atuar como repórter de Geral e Polícia. Em 2011, recebeu o convite para integrar a editoria de Política e, desde então, especializou-se na área e nas finanças públicas do Estado, com a publicação de uma série de publicações na área, entre elas uma reportagem especial sobre como surgiu e se formou a dívida do Estado do Rio Grande do Sul. A repórter também participou de coberturas marcantes na história do país, como o incêndio na boate Kiss e, mais recentemente, a cobertura da tragédia de Brumadinho. Em Minas, Juliana contou a história de seis bombeiros que atuaram no local em busca dos corpos das vítimas do rompimento da barragem da Vale. Na matéria, os cabos Heringer e Garcia, os aspirantes a oficial Sandro Júnior e Tárcio e os soldados Antunes e Emília reconstituem o cenário de dor, desespero e luto.

juliana.bublitz@zerohora.com.brtwitter.com/jubublitz