De saída

Grêmio libera Lincoln de graça para o futebol português

Clube ficará com percentual de futura venda

Sem conexão
Meia deixa o Tricolor sem ter se firmado no time

Após impasse, o Grêmio acertou com o Santa Clara, de Portugal, a liberação do meia Lincoln. O jogador, de 20 anos, estava fora dos planos do técnico Renato Portaluppi. O Tricolor não receberá nenhum valor neste momento, mas ficará com uma parte dos direitos econômicos do atleta para um futuro negócio.  

Grêmio e Santa Clara chegaram a um acordo para a transferência ainda em maio. A  demora para um desfecho ocorreu, pois "o caso dele é um pouco complexo", de acordo com o executivo de futebol do Grêmio, Klauss Câmara.

Segundo o dirigente, o atleta tratou de questões familiares no período e, por isso, ficou cerca de um mês longe dos treinos com o grupo gremista. Consultado pela reportagem, o responsável pela nova contratação do Santa Clara, Diogo Boa Alma, não sabia que o atleta estava sem treinar com os demais colegas no Grêmio.

Promovido ao elenco principal do Grêmio pelo técnico Luiz Felipe Scolari em 2015, quando tinha 16 anos, Lincoln acabou não deslanchando na carreira. O meia acabou emprestado para o Rizespor, da Turquia, e, posteriormente, ao América-MG, sem conseguir se firmar como titular em nenhum dos clubes. De volta ao Tricolor no começo deste ano, Lincoln chegou a ser inscrito na Libertadores, mas acabou entrando em campo apenas uma vez no primeiro semestre, diante do São Luiz, pelo Gauchão.

 Ainda não tem o app Tricolor GaúchaZH? Acesse todas as informações sobre o Grêmio na palma da sua mão!  

Mais GaúchaZH